27 de out de 2017

Já ouviu falar em Sal de Epsom?

Também conhecido como sal amargo, o sal de epsom nem é um sal propriamente dito, mas um mineral composto de magnésio e sulfato. O nome Epsom é uma referência ao lugar de sua extração, que fica na Inglaterra.

O produto ainda não é muito popular no Brasil, e o preço também é bem salgadinho, mas pode ser encontrado em casas de produtos naturais.

Quais os benefícios do Sal de Epsom?

1. Anti-inflamatório: o sulfato de magnésio possui ação anti-inflamatória para o organismo.

2. Ajuda na digestão: aliado no processo de digestão, favorecendo a absorção de nutrientes e eliminando as toxinas ingeridas.

3. Bom para a pele: o produto é muito utilizado em banhos e compressas para a pele. 

4. Regulação de enzimas: o magnésio presente na composição desse sal ajuda a regular o funcionamento de mais de 300 enzimas do organismo.

Como utilizar o Sal de Epsom?

No banho: para o corpo, o ideal é que seja feito um banho morno em banheira com uma xícara do sal e ficar com a pele imersa por cerca de 10 minutos.

Como esfoliante: para o rosto, adicionar o sal a meia colher do hidratante facial e aplicar na pele. 

Na alimentação: É necessário ter cuidado quanto ao uso do produto por meio da ingestão, pois isso pode causar alguns efeitos colaterais, como irritação gastrointestinal, diarreia, náusea e vômitos. Por isso, é essencial consultar o médico antes de começar a consumir o produto via oral, ok?

O sal de Epsom é contraindicado a gestantes, lactantes e diabéticos.

Com informações de Dicas de Mulher e Melhor forma

Nenhum comentário:

Postar um comentário