16 de dez de 2014

Psoríase

Psoríase é uma doença inflamatória da pele, crônica, não contagiosa, multigênica (vários genes envolvidos), com incidência genética em cerca de 30% dos casos. Caracteriza-se por lesões avermelhadas e descamativas, normalmente em placas, que aparecem, em geral, no couro cabeludo, cotovelos e joelhos.

Surge principalmente antes dos 30 e após os 50 anos, mas em 15% dos casos pode aparecer ainda na infância.

Além da genética, outros fatores estão envolvidos no aparecimento e evolução da doença. Fatores psicológicos, estresse, exposição ao frio, uso de certos medicamentos e ingestão alcoólica pioram o quadro.

Psoríase não tem cura, tem tratamento. Não há como prevenir a doença, embora seja possível controlar a reincidência.

Casos leves e moderados (cerca de 80%) podem ser controlados com o uso de medicação local, hidratação da pele e exposição ao sol. Para quem não tem tempo para exposições diárias ao sol, são preconizados banhos de ultravioleta A e B em clínicas especializadas e sob rigorosa orientação médica. Esses banhos não são recomendados para crianças.

Algumas pomadas à base de alcatrão já provaram sua eficácia no controle da doença, mas têm o inconveniente de sujarem a roupa de vestir e de cama e de terem cheiro forte, parecido com o da creolina. Medicamentos por via oral só são introduzidos nos casos mais graves de psoríase refratária a outros tratamentos.

Procedimentos simples podem fazer a diferença:

- Mantenha a pele hidratada e úmida, porque uma vez que as placas de células mortas estejam secas podem causar coceira, e manter a pele úmida ajudará. Hidrate a pele várias vezes ao dia e utilize cremes ou óleos naturais sem perfume, como vaselina ou manteiga de karité, principalmente essa última, que apresenta propriedades anti-desidratantes e grande poder de regeneração.

- Tome banhos de sol nas primeiras horas da manhã, pois os raios ultra violeta mantêm a pele nutrida e ajudam com os sintomas, porém nunca se exponha diretamente ao sol e, principalmente, mais de 15 minutos, especialmente entre as 12 e 17 horas; e sempre aplique protetor solar em toda a pele.

 - Se você vive perto do mar, aproveite para dar sempre um mergulho, pois a água do mar pode beneficiar bastante aos portadores desse problema. Depois hidrate bem a pele.

- Tome banhos caseiros com aveia por, pelo menos, 15 minutos, pois isso ajudará a afrouxar as escamas secas e aliviar a coceira.
  
Dieta para portadores de psoríase

ALIMENTOS PERMITIDOS

- Consuma antioxidantes - essenciais e presentes em frutas e verduras, como por exemplo, laranjas, limões, melão, morango, brócolis, cenoura e mirtilo, entre outros.

- Beba muita água - pelo menos dois litros diários para evitar a secura e coceira na pele.

- Inclua em sua dieta carnes magras e sem pele, como frango ou peru, com um consumo obviamente moderado.

- Consuma pescados, ricos em Ômega-3, pelo menos duas vezes por semana, pois isso ajudará no trato de inflamações. Alguns recomendados são, atum, salmão, cavalinha, truta e anchova. Também vegetais de folhas verdes e linhaça.

- Adicione em sua dieta legumes, pelo menos, duas vezes na semana.

- Frutos secos e cereais integrais são aconselháveis.

ALIMENTOS PROIBIDOS

- Evite doces, bolos, álcool, cafeína, assim como alimentos ricos em gorduras e colesterol, fast foods, leite e especiarias, já que tudo isso tende a piorar os sintomas.

Com informações de Dr. Drauzio Varella e Melhor com Saúde

Nenhum comentário:

Postar um comentário