3 de jun de 2011

Melhor Idade

Não há presente, nem construção do futuro, sem a existência de um passado. O nosso país está aumentando a expectativa de vida (boa notícia). Daqui a algumas décadas, nós teremos muito mais pessoas da terceira idade, do que jovens, segundo dados que já foram divulgados pelo governo federal.

Mas por qual motivo o nosso país ainda não implementou de fato, o Estatuto do Idoso? Sim, porque na teoria, ele exista, mas na prática ainda deixa muito a desejar.

É chato fazer comparações de realidades tão distintas, mas em países desenvolvidos, as pessoas de mais idade são respeitadas, são muitas vezes, as que têm preferência em determinadas funções, como ocorre no Canadá, pelo fato da cultura canadense acreditar que a experiência conta mais que a jovialidade. No Japão, os idosos são muito respeitos. Mas infelizmente aqui no Brasil, envelhecer acaba se tornando sinônimo de preconceito (aquele velho chato / isso é música de velho). Sem contar que o tratamento dado aos nossos idosos, que dependem dos sistema SUS, chega a ser desumano.

Enfim, toda essa história, você que está aí do outro lado, já conhece.

Todo idoso já teve a nossa idade, um dia. Para que a gente consiga chegar a idade deles, de forma feliz, saudável e respeitosa com a nossa bagagem de vida, é preciso que comecemos a cultivar o respeito, o carinho e os interesses da melhor idade, porque os enfrentamentos no futuro irão para a "nossa conta". Se serão difíceis ou não, vai depender do que semearmos agora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário