30 de dez de 2010

Fizeram a diferença em 2010

Estamos aos 45 do 2º tempo para a chegada de 2011. Confesso, estou bastante ansiosa para a chegada do ano novo, porque 2010 não foi um dos mais felizes para mim. Bye bye 2010!

Eu tenho lido por aí muitas pessoas fazendo os seus balanços, as suas perspectivas, e nessa onda, eu me inspirei também, mas optei por destacar as pessoas que fizeram A diferença, para mim, em 2010.

Bom, é redundante, mas mesmo assim, meu marido e meu pai sempre são pessoas de destaque para mim. Nesse ano, papai esteve internado no hospital, acabou tendo que amputar o dedão do pé, em decorrência da diabetes, mas tá aí! Meu marido, Zé, sempre de boa vontade, para baixo e para cima, levando meu pai ao médico durante o ano, me levando todos os dias pela manhã, para eu cobrir o meu horário de ficar com papai no hospital; fora no dia-a-dia, onde nos reconhecemos como verdadeiras almas gêmeas.

A gratidão é a maior das virtudes! Ninguém tem obrigação de fazer nada para ninguém, principalmente de graça. E nesse aperto todo que passei no 1º semestre com a saúde do papai, uma pessoa que também estava com seu pai adoentado e internado, e que quando soube que papai estava no Raul Sertã fez questão de ir lá vê-lo, ligou para mim ao lado do papai no Raul Sertã para me dar uma palavra de conforto, quando também se encontrava num momento difícil com o seu pai, foi o vereador Marcelo Verly. Nunca vou me esquecer desse gesto.

E nessa, entrou em contato comigo uma pessoa de nome Maria Helena (meu Deus, quem poderia ser?), que como assessora do vereador, e como ser-humano maravilhoso que é, se colocou à disposição de mim, da minha família, a qualquer hora do dia ou da noite, também se sensibilizando com a fragilidade da saúde do papai naquele momento.

Ambos, Maria Helena e Marcelo Verly, foram muito mais para mim e para o meu pai, o que muitos da família e "amigos" que papai ajudou, não foram! E acreditem ou não, nunca me pediram nada em troca!

Vovô Angela. A mulher mais bonita, e uma das mais queridas de Nova Friburgo. Não há quem não conheça e não se apaixone por ela. Tudo de bom! Achei fofo quando ela me ligou um dia antes desse natal dizendo que "cartão é coisa do passado", por isso ela estava me desejando boas festas via telefone!

Beth, minha cunhada, e Lauri, sogra. Gente, quem falou que sogra representa uma figura má é porque não conhece a minha. Fofa! Danada, elétrica! Quando ela passa dois ou três dias sem ligar para cá, eu passo a mão no telefone e ligo p/o RJ, para a sua casa. E a Beth também é uma pessoa encantadora, chiquérrima! Aindo tenho muito a aprender com as duas!

Jacob, também é meu amigão, que faz a diferença sempre. De vez em quando eu dou um alô para saber se está tudo bem, qual o último download, qual a fofoca está rolando, quando ele vem aqui em casa.

Pedro Sepúlveda (lê-se Os Credenciados). Rockeiro, talento sem igual, sempre com uma palavra amiga nos momentos difíceis, sempre com um incentivo, e também sempre com uma ideia nova louca para colocar em ação.

Vinícius Eyer, eu creio que foi muito mais que moderador para a minha comunidade no orkut, aliás, sendo ou não sendo, sempre será! Rs... Eu desejo que ele queira continuar a nossa amizade, porque eu já o tenho como amigo, apesar dele ter brigado muito comigo por causa da comunidade Nova Friburgo (sofro com membros e moderadores!).

Bruna Verly. Para o Saúde & Beleza, ela é a Bruna. Para mim, Bruníssima <- (patenteado). Não sei como tudo começou, mas fui acompanhando virtualmente o seu processo de composição do programa, depois ela estreiou na Luau e agora está esse sucesso em Nova Friburgo, por que ela tem garra, ela merece! E eu nos meus palpites. Segundo ela, ela aprende muito comigo (o quê?). Então, estamos numa troca de aprendizados, porque eu aprendo muito com ela.

Enfim, essas pessoas fizeram a diferença para mim em 2010. A minha perspectiva é que eu possa ter a capacidade de continuar cultivando-as nos próximos 50, 60, anos, ou enquanto for possível, agregando a esse seleto time, novas pessoas que também venham a fazer a diferença na minha vida, bem como espero estar à altura de poder fazer a diferença na vida das pessoas também. A gente não precisa dizer que tem um amigo, a gente sente!

Um comentário:

  1. obrigado por me considerar um amigo, te considero assim tb, gosto de papear, trocar idéias, rir, falar de pc, da vida, soltar os bichos, falar dos bichos e desabafar com vc tb.
    te desejo um feliz ano novo cheio de paz e de alegrias q vc consiga superar todas as dificuldades e ser o q vc é.
    um beijo enorme pra vc ...

    ResponderExcluir