17 de abr de 2010

A mais rara pedra preciosa


A pedra preciosa mais rara do mundo é o amolite, uma gema orgânica, produto da fossilização das conchas dos amonites (semelhante aos nautilus), criaturas pré-históricas extintas há milhões de anos.

Composto principalmente pelo mesmo mineral da madrepérola encontrada nas conchas dos moluscos atuais, o amolite brilha em todas as cores do espectro, como algumas opalas.

Encontrado nos Estados Unidos e Canadá, em 1981, ganhou oficialmente o status de pedra preciosa e, no mesmo ano, a exploração comercial iniciou pela mineradora canadense Korite International, a maior produtora mundial de gemas de qualidade.

Macio e delicado, exige técnicas de processamento especiais conhecidas apenas por alguns peritos especializados. Em seu estado bruto, ele é vendido entre 30 a 65 dólares por quilate (150 a 325 dólares por grama).

Comparado a outras pedras preciosas o amolite é praticamente desconhecido, pois só conseguiu atrair o interesse do ocidente durante os anos 70. Entre os praticantes do Feng Shui a pedra ganhou popularidade no final dos anos 90, quando recebeu o nome de “Pedra das Sete Cores da Prosperidade”.

Atualmente, o maior mercado consumidor de amolite é o Japão.

Um comentário:

  1. nossa isso e muito legal e interressante ,eu gostei muito valeu =)

    ResponderExcluir