17 de jun de 2017

Estamos nos expondo demais?

O povo expõe a sua vida toda na internet e quem opta por não expor, no final das contas, acaba tendo que 'entrar na dança' também. O que eu quero dizer com isso? Que eu tenho estado um pouco limitada à internet, não por desinteresse, mas por um probleminha no ombro, que reflete pelo braço e mão, e que provoca muita dor. E aí, eu não consigo ficar mais de uma hora sentada à frente do micro, porque a dor não deixa. Então, eu vejo um video e saio, leio algo e saio e assim a gente vai levando!

Sem mimimi também, porque eu não sou adepta ao papel de coitadinha, eu optei por compartilhar esse fato para que não haja mais interpretações equivocadas pelo meu silêncio (pois já surgiram).

Nem sempre nós estamos no nosso melhor, mas o importante é caminharmos pra isso! Seja 10 minutos, meia hora, só no twitter ou no instagram , eu procuro me manter conectada, embora, talvez, pouco disponível, porque com uma dorzinha chata não há criatura que consiga estar atenta e manter o bom humor sempre, não é mesmo? E eu gosto de poder oferecer o meu melhor para os outros, sinceramente!

Dia desses, uma pessoa me deixou uma mensagem, onde fez mil interpretações do meu silêncio, pelo fato de eu não ter comentado o seu post, ou curtido, sei lá! Na verdade, eu nem tinha visto tal post, justamente pelo motivo que expus. Vê que louco, né? O silêncio incomodando mais que o barulho, (opinião, inclusive, que o meu marido Zé concorda plenamente).

Enfim, conviver em sociedade é o exercício da constante adaptação e aprendizado! Vamos aprendendo!

Um abração!

Nenhum comentário:

Postar um comentário