16 de jun de 2015

Educação sem sexualização

Por volta dos 08, 10 anos de idade, na Exposição de Cordeiro, famosa e tradicional no Estado do RJ, eu perguntei ao meu pai como ele diferenciava o boi da vaca. Ele simplesmente me disse “o que tem aquele membro ali é o boi. Se não tiver, é a vaca”. Pronto! Aprendi, me dei por satisfeita e ninguém ficou constrangido.

Para cada etapa da vida existe uma explicação a ser esclarecida sobre esse sexo, não é assim? Deveria ser, mas infelizmente, não é o que vem acontecendo no nosso país, nos últimos anos.

O assunto a seguir não é recente, mas pode estar sendo ‘ensinado’ em qualquer escola do país. Portanto, pais, atenção!

Eu tomei conhecimento de um questionário que foi destinado a crianças de 10 anos de idade, numa escola municipal de Contagem, MG, cujas perguntas formuladas eram para lá de avançadinhas, tanto que provocaram constrangimento aos próprios alunos e aos pais dos alunos, só parece não ter provocado constrangimento à direção da escola, que disse que as perguntas foram formuladas a partir de pesquisa que as crianças fizeram na internet. Tá bom!!!!!


O tema sexo não é proibido, não é um tema sujo, ele tem é que ser bem tratado, com delicadeza para que possa haver entendimento, esclarecimento e não incentivo à sexualização precoce!

Se o questionário provocou constrangimento a todos é sinal de que o tema não foi bem abordado!

Tudo a seu tempo! E esse questionário está totalmente incompatível para crianças do ensino fundamental.

O vídeo da matéria!

Nenhum comentário:

Postar um comentário