26 de abr de 2015

MC Melody - sexualização ou apenas diversão?

Eu tentei resistir, mas não consegui e resolvi hoje vir falar da polêmica sobre a funkeira MC Melody, que foi notícia a semana toda (em maior parte, de forma negativa).

A menina tem apenas 8 anos de idade, mas atitude e repertório de uma adulta.

Nada contra a menina querer ser artista e cantar funk. Funk é uma expressão musical, como outra qualquer. Ela poderia cantar o mundo das princesas, da Barbie, enfim, o universo infantil em forma de funk, qual o problema? O que está estranho aí é a incompatibilidade das letras com a idade da garota. Cantar ‘te confesso que um beijo já desperta o desejo do que a gente faz’ – não é lá muito adequado para o repertório de uma criança, concordam comigo? 


Os internautas, em sua maioria, se revoltaram com o pai da menina, o MC Belinho, que chegou até a receber ameaça de morte. Mas é o Ministério Público de São Paulo que deverá chamá-lo às falas por conta de um inquérito para investigação sobre "forte conteúdo erótico e de apelos sexuais" em músicas e coreografias de crianças e adolescentes músicos.


É claro que depois de ser chamado a atenção pela promotoria, o cantor ficou assustado e vem tentando se justificar, até porque ele corre o risco até de perder a guarda da filha.

O fato é que por maior boa vontade que o MC Belinho possa ter tido em reconhecer, e estimular o talento da filha, ele, a meu ver, não foi feliz em expô-la dessa forma tão inapropriada para a sua idade.  

Tudo a seu tempo. MC Melody está fora do seu!

Vale a pena conferir a matéria a seguir esmiuçando um pouco mais sobre o caso da funkeira mirim!



Um abração!

Um comentário:

  1. Perder a guarda da criança não e o melhor.modificar um pouco os modos e as músicas será melhor. Boa sorte para o pai.

    ResponderExcluir