24 de fev de 2015

Ômega 3, a gordura essencial

Está tão na moda esse negócio de ômegas 3, 6 e 9, que eu resolvi pesquisar sobre o assunto. E hoje vamos tratar do ômega 3. Afinal, por que é tão importante?

O ômega 3 é imprescindível para o correto desenvolvimento do sistema nervoso e ocular dos fetos. Por isso, é fundamental uma alimentação com teores adequados de ômega 3 durante a gravidez, lactação e primeira infância. A prova disso é que o próprio leite materno é rico em ômega 3.

Seu consumo ajuda a diminuir os níveis de triglicerídeos e aumentar os níveis de colesterol bom (HDL), além de ter efeito vaso dilatador, o que faz com que o risco de trombose e, com isso, acidentes cardiovasculares, diminua.

E a nível de sistema circulatório, consegue aumentar a elasticidade das paredes das artérias, prevenindo a hipertensão.

Alimentos que contêm ômega 3

A principal fonte de ômega 3 está em peixes de águas profundas, tais como salmão, sardinha, atum, truta, cavalinha, arenque, tilápia, anchova, bacalhau  etc, além dos mariscos. Mas, vale ressaltar que esses peixes devem ser naturais e não de cativeiro.

A importância do ômega 3 foi descoberta graças a um estudo que determinou que a incidência de infartos e outras doenças cardiovasculares era mais baixa em esquimós que no resto dos grupos de pessoas, sendo que a base da alimentação dos esquimós é esse tipo de peixe.

No mundo vegetal, as nozes têm uma quantidade considerável de ômega 3, assim como as sementes de abóbora, linhaça, cânhamo, entre outras, e óleos de girassol, milho, prímula etc.

Se inserimos em nossa alimentação o tipo de peixe já citado, 2 ou 3 vezes por semana, nossas necessidades de ômega 3 estarão sanadas; para as pessoas que não gostam de peixe ou o consomem pouco, é necessário buscar outras fontes, sobretudo se passam pelas etapas já citadas (gravidez, lactação e infância).

Atualmente, muitos alimentos comercializados, como é o caso do leite, queijos, margarinas etc, levam suplementos de ômega 3 em sua composição.


Um salmão, uma sardinha, um atum.....Hummmmmmmmm! Não chega ser um sacrifício ter que consumir ômega 3, né não?

Com informações do Melhor com saúde

Nenhum comentário:

Postar um comentário