9 de ago de 2014

Escarificação

Você já ouviu falar nessa técnica de modificação do corpo? Trata-se de uma prática de provocar cicatrizes e pode ser realizada das seguintes formas:

Corte e remoção de pele, que é o tipo mais comum, onde geralmente é usado um bisturi para cortar a pele;

Escarificação química, onde um produto químico é usado para formar a marca na pele;

Escarificação por abrasão, que é o mais raro, porque é muito doloroso, e também não muito indicado pelos especialistas;

Escarificação com máquina de tatuagem, que consiste em utilizar a máquina da tatuagem, mas sem a tinta e passando com a agulha por várias vezes no local.

É claro que é um processo que deve ser realizado com profissionais habilitados, e não aventureiros, pois trata-se de um procedimento que causa trauma à pele e, portanto, requer muitos cuidados.

Não é a minha praia, não faria, mas vale a curiosidade!

Com informações de Tinta na Pele/ Vírgula

Nenhum comentário:

Postar um comentário