16 de abr de 2014

Nestlé explica a diferença de preço entre barras de chocolate e ovos de páscoa

Nesta Páscoa, os ovos de chocolate chegaram às prateleiras das lojas e supermercados até 10% mais caros. O preço espanta (e incomoda) ainda mais se comparado ao da barra. Do final de março para cá, mais de 45 000 pessoas compartilharam uma foto no Facebook que mostra um ovo Alpino de 500 gramas a 49,99 reais e uma barra de 170g da marca a 2,50. Fazendo as contas, três barras – que totalizam 510 gramas, dez a mais do que o ovo – custam juntas 7,50. Ou seja, é possível economizar 42,49 reais.

Em resposta a muitas reclamações recebidas na página da Nestlé, a empresa expôs o motivo da diferença de preço entre barras de chocolate e suas versões de ovos de páscoa.

Os ovos de Páscoa são mais caros quando comparados a uma barra de chocolate da mesma gramatura porque sua composição de custo é diferenciada, já que são produtos concebidos não somente para o consumo tradicional, mas para presentear e encantar. Sua produção e distribuição envolve uma série de necessidades específicas, como a contratação de mão de obra temporária, desenvolvimento de embalagens especiais, processo manual de embalagem, armazenamento e transportes especiais, entre outros. De toda forma, as opções tradicionais de produtos continuam disponíveis como uma alternativa de menor preço, sem nenhum reajuste relacionado à época do ano”.

A embalagem, o transporte e o armazenamento especiais dos ovos de Páscoa justificam o preço mais elevado da iguaria, sinceramente?

Compactuar com esse tipo de atitude é adquirindo tal produto, e não só do chocolate em questão. Reflita sobre isso!

Eu, particularmente, considero um absurdo esta disparidade.

Com informações da Veja Rio e Reclame Aqui

Nenhum comentário:

Postar um comentário