1 de dez de 2013

Escolha se sentir bem!

Todos nós queremos nos sentir bem. Se sentir bem é o que dá gosto à vida. E é uma escolha. Tudo o que fazemos, tudo o que buscamos, tem como finalidade o nosso bem estar. Da mesma forma ,se sentir mal também é uma escolha. Ou você nunca conheceu alguém que, onde não há problema, ela inventa? Tem muito por aí!

Imagina uma pessoa  há 30 anos numa infelicidade sem fim? É o mundo que está conspirando contra essa pessoa ou é o contrário? É claro que é mais fácil culpar o mundo. E aí, os problemas vão sendo empurrados com a barriga, quem sabe, por mais uns 20, 30 anos! Mas o merdelê continua! E não adianta buscar refúgio na igreja, na caridade, onde for, pois os problemas sempre estarão ali, porque precisam ser resolvidos de dentro pra fora, não o contrário.

Quando você investe em você, de repente, você começa a ter o poder de enxergar e resolver os problemas a sua volta.

Geralmente, a  gente espera as coisas aconteceram primeiro, para depois ficarmos felizes, não é? Ok, felicidade vale a pena a qualquer momento, mas a felicidade, o estar bem, é que faz as coisas acontecerem. Percebeu como a gente tem o dom de inverter as coisas? Primeiro, se crê para depois ver. É a assim que a mente funciona.

E os outros?  Não me vem com essa história que a sua felicidade está nas mãos do mozão, hein! Ficar bem, estar bem, tem que partir do seu íntimo, afinal, quem é que vive nessa cabecinha cheia de parafusos soltos? Sim, é você! Não é o mozão, nem o pai, nem a mãe, nem aquela tia ou amigo do trabalho... você é responsável pela sua qualidade de vida! Se intoxicar com o veneno dos outros, ninguém merece!
 
Quando a gente entra na adolescência, acreditamos piamente que já conhecemos tudo do mundo e somos capazes de mudá-lo. Com o passar do tempo, a gente vai vendo que não é bem assim. A gente começa a perceber que com a nossa opinião, ou sem a nossa opinião, a vida continuará seguindo o seu curso. E nós não vamos mudar ninguém. Quem não consegue chegar a esse entendimento, acaba sofrendo, acaba escolhendo não se sentir bem, porque ela deixa a sua própria sintonia de lado, para ficar estacionada na dos outros. 

Cada pessoa nesse planeta precisa passar por um tipo de lição, precisa aprender alguma coisa com os seus próprios erros, e você  não tem condições de entrar na energia de cada um para tentar transformar as pessoas positivamente. Seria maravilhoso, mas você não anda conseguindo nem dar jeito nessa cabecinha doida, que dirá ter a pretensão de ser a lindona  ou o lindão de mudar o mundo! Menos, ok?

Todo mundo tem problemas. Não estou afirmando aqui que possa existir alguém 100% feliz ou satisfeito. Mas há pessoas que encaram melhor, e de frente, as adversidades da vida, enquanto outras preferem fazer um dramalhão mexicano. Isso é questão de escolha!

E como é o se sentir bem? O bem estar é sentido. É o que chamo de orgasmo com o universo. Imagina! É uma coisa boa, gostosa. E quem nunca passou por uma sensação maravilhosa de bem estar, após uma realização de tarefa, uma conquista.... Isso é a autoconfiança lá em cima! Tenho certeza de que, quando você se sentiu assim, a sua determinação estava nas alturas, você enfiou na cabeça que ia fazer alguma coisa, foi, fez e deu resultado! Por que quando você enfia alguma coisa na cabeça, sai de baixo, não é assim? Isso é a fé que você deposita em você!

Aliás, o que é a fé? Não é crença que a gente coloca na gente, de que somos capazes de realizar ou conseguir algo? No momento da fé, não queremos saber se as coisas vão dar errado, a gente tem a certeza de que as coisas vão dar certo. E de repente, as coisas começam a acontecer e a gente começa até a pensar em milagres, não é? Bom, não estou aqui para discutir ideologias, mas o milagre partiu de dentro de você, quando você pôs fé e acreditou na sua capacidade de realização! Reflita sobre isso!

Se sentir bem ou se sentir mal é uma questão de escolha! Escolha o melhor pra você, em primeiro lugar! Você só haverá de colher bons frutos!

Um abração!

Nenhum comentário:

Postar um comentário