14 de jul de 2013

A etiqueta no encontro informal

Mês de julho para muitos é mês de férias, época de passear e também de reencontrar os amigos. Vamos tratar um pouco da Etiqueta Social nos encontros informais.

Você está andando calmamente  na rua e encontra um amigo que, educadamente, te pergunta: "E aí, como vai, tudo bem?". Simplesmente retribua - "Sim, tudo bem!". Lembre-se que a rua é um local de passagem e não um divã para contar os dramas pessoais. Nada mais chato do que receber como resposta, "ah, você não imagina! Estou com uma gripe horrorosa" (e cita todos os remédios que está tomando) - Pelo amor de Deus, não faça isso! Ninguém está realmente interessado em saber. A saudação foi apenas por educação.

Bons amigos, antes de mais nada, têm amnésia. Não dá para colocar em dia um papo de 10 anos, por exemplo. Se você tem curiosidade em saber o que o seu amigo, ou amiga, andou fazendo nos últimos anos, contenha-se. Os papos fluem naturalmente. E se a pessoa não quis tocar em determinado assunto, respeite. Nada pior também do que aquela pessoa que lembra da nossa vida mais do que a gente. Deselegante!

Outro dia eu ri muito numa dessas páginas de humor que trazia o seguinte pensamento: 'Aquele momento em que a pessoa diz - Posso te fazer uma pergunta?' - Fala a verdade, quando alguém faz essa pergunta para gente, um filme inteiro se passa na nossa cabeça, né não? Rs... Então, para felicidade de todos e o bem geral da noção, evite perguntas constrangedoras! A resposta pode vir na mesma proporção do constrangimento, pense nisso!

O tempo foi ingrato com a sua velha amizade. Não precisaria, mas vou comentar: nada de dizer, 'nossa, como você envelheceu, engordou, está careca...' - Que horror, né? Um reencontro que tinha tudo para ser legal, pode terminar em baixo astral e, pior, pode ser o último de fato!

O tempo foi ingrato com a sua velha amizade (2). Nem todo mundo se dá bem na vida (financeiramente falando). Então, desnecessário é 'sambar na cara da pessoa' contando como foi a sua última viagem para Paris ou quando foi a última vez que você trocou de carro. Amizades sinceras estão acima de condição social.

Com essas dicas, eu creio que você terá, não uma, mas algumas tardes bem agradáveis com a sua antiga amizade. Bom papo!

Um abração!

Nenhum comentário:

Postar um comentário