2 de jun de 2013

As Amizades

O amigo é a família que a gente escolhe e seguirá por toda a nossa vida ao nosso lado. As amizades são sagradas. Portanto, não basta você dizer que tem um amigo, é preciso que você também seja um.

O amigo é aquele que acompanha o seu sucesso e, ainda assim, continua a seu lado. As pessoas que não suportam o seu sucesso, acredite, não são seus amigos, são pessoas que passam pela sua vida para te deixar algum tipo de aprendizado (bom ou ruim), mas estão de passagem, não vieram para ficar.

Raras são as verdadeiras amizades, mas elas existem, porque o nosso coração as escolhe.

No campo esotérico, os amigos são considerados como almas companheiras (não confundir, portanto, com almas gêmeas). No campo da ciência, os especialistas dizem que não preenchem a mão inteira, pois os verdadeiros são poucos.

Amigos devem ser sinceros, sempre, mas nunca cruéis. Há uma linha tênue entre a sinceridade e a grosseria, que pode acabar culminando num comentário que pode ferir. Nesse sentido, vale a regrinha: não faça (nem fale) aos outros, aquilo que você poderia considerar cruel a você.

Até o dia de hoje, eu creio ter construído algumas poucas e boas amizades. Transitórias (aquelas que nos deixam aprendizado), tive muitas, mas verdadeiras, muito poucas, que nem o tempo e a distância foram capazes de me fazer esquecê-las. Como eu sempre digo a alguém que comenta que eu sumi, longe dos olhos, mas sempre perto do coração!

Para o que der e vier, para os momentos tristes ou alegres, assim são as amizades, como um casamento, onde a cláusula principal também é a fidelidade.

Como diria Vinícius de Moraes, amigos, a gente não escolhe, reconhece-os! Portanto, se você já reconheceu o seu amigo, cultive-o, porque ele ingressou na sua vida, não por acaso, mas para complementá-lo, para escrever junto contigo a história de vocês, para ser parte de você nessa vida!

Aproveitando a oportunidade, um beijo no coração dos meus amigos! 'Tamu junto!'

Um abração!

Nenhum comentário:

Postar um comentário