28 de mai de 2013

Timidez

A timidez para muita gente é um problemão, pode até levar ao afastamento da vida social. Mas já parou para pensar se o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, se deixasse levar por seus medos em decorrência da sua timidez? Sim, de acordo com uma escritora americana, que lançou recentemente um livro sobre o assunto, Obama é um tímido de carteirinha!

O medo excessivo, a vergonha exagerada por conta da timidez, segundo afirmam alguns especialistas, está ligada à cobrança excessiva que a pessoa faz a si mesma; a pessoa só se sente segura se acreditar que atingirá a perfeição, ela tem que ser perfeita. Mas como perfeito só Deus, não adianta ficar acumulando medos, porque isso acaba resultando em problemas físicos.

Outro dia eu comentei por aqui, que as pessoas são maravilhosas, porque nós a tornamos maravilhosas. Mas até para que as pessoas maravilhosas se sintam assim, elas precisam de uma dose de otimismo, de coragem, o que geralmente falta no tímido, que está sempre focado em algo desastroso que possa lhe ocorrer, o que as pessoas vão pensar, como reagirão... o que na verdade  não passa de uma fantasia da cabecinha do próprio tímido, afinal, como prever o futuro?

O tímido, pela cobrança excessiva a si mesmo e, consequentemente, muito focado na sua pessoa, acaba não percebendo as pessoas em volta, porque se reparar, vai perceber que todas as pessoas cometem falhas, mas continuam seguindo adiante.

Há crianças que nunca ouviram um NÃO e quando atingem a vida adulta, pelo medo da rejeição, acabam se fechando. Ou seja, crianças mimadas tendem a ter menos autoconfiança na idade adulta, logo, encarar que o NÃO  e o SIM fazem parte da vida, também é um bom passo para se vencer a timidez.

Se você sofre timidez ou conhece alguém que passe por isso, procure entender que todos têm falhas, todos erram e todos continuam de pé seguindo em frente, aceitando as pedras e as flores pelo o caminho. Problemas existem, mas deixemos para pensar neles, quando eles chegarem, né não?

Um abração!

Nenhum comentário:

Postar um comentário