14 de nov de 2012

Tattoo de Gueixa

No começo do chamado Renascimento Japonês, quando as diferentes províncias que compunham o país foram unificadas, criou-se um ambiente de refinamento cultural em que artes como o Ikebana e a Cerimônia do Chá se consolidaram e o entretenimento se sofisticou. Foi nesse contexto que surgiram as gueixas, a princípio um termo que se referia aos homens artistas.

Segundo a enciclopédia japonesa Kondasha, os primeiros registros da palavra datam por volta de 1750. Nessa época, a atividade de boa parte das gueixas esteve circunscrita aos yoshiwara, chamados "quarteirões do prazer", locais onde também prostitutas e cortesãs exerciam suas atividades, com a permissão do governo. Vem daí o confuso envolvimento dessas mulheres com a sexualidade e a prostituição.

A gueixa representa a sutil sensualidade da sedução, através da dança, canto, enfim das artes.

Essas tatuagens sensuais e graciosas, geralmente representam desejos e sonhos de uma mulher para escapar das armadilhas da vida quotidiana. Uma tatuagem de gueixa também pode representar um mundo de fantasias.

Com informações do Bolsa de Mulher / Site do Oriente

Confira também:

Nenhum comentário:

Postar um comentário