28 de dez de 2011

Nas férias, não deixe de lado as boas maneiras!

Esse período que antecede a virada do ano, quase todo mundo já está descansando e fazendo planos para respirar novos ares e renovar as energias para ano novo, o que é mais do que saudável e recomendável, afinal, daqui a pouco a rotina começa novamente. O que não podemos deixar de lado, nunca, jamais, são as boas maneiras - essas devem fazer parte do nosso cotidiano nos 365 dias do ano.

Então, vamos a algumas dicas!

Visita

Nada como esse período para rever as pessoas queridas, colocar o papo em dia.

Se você pretende visitar uma pessoa amiga, não apareça de surpresa na casa dessa pessoa, porque, para você, a surpresa poderá ser boa, talvez para quem te receba, não. Aliás, nada pior do que receber uma visita em horário inapropriado.

A boa visita é aquela que agenda previamente quando irá lhe visitar. Um exemplo: Você pretende ir na casa do seu amigo no sábado? Liga para ele durante a semana e pergunta se ele pode recebê-lo no sábado, por volta de tal hora. Uma ação simples, que tende a evitar surpresas desagradáveis.

Ok, tudo certo! No sábado, você irá à casa do seu amigo jogar conversa fora. Tenha em mente o seguinte: A boa visita é aquela que, ao sair, já deixa saudades. Existe coisa mais chata do que a gente ter que chegar ao ponto de colocar uma vassoura atrás da porta para a visita ir embora?

Faz parte da boa educação de quem recebe, convidar a visita para jantar, para ficar um pouco mais... mas isso é por pura educação, e não desejo! Agradeça, diga que volta em outra oportunidade, por mais tempo, e tchau!

Se você vai para almoçar, jantar ou tomar um lanche, leve algo, como um refrigerante, um bolinho de padaria, enfim...não chegar de mãos abanando é bastante simpático.

Visita para um final de semana

Seu amigo tem um sítio ou uma casa na praia, e você está a fim de passar um final de semana por lá, mesma coisa: ligue antes, pergunte se não haverá inconveniente e, em caso de sinal verde, primeira coisa: deixe claro até quando pretende ficar. Já pensou um hóspede que você não sabe quando vai embora?

Eu e meu marido temos uma teoria: "Visita é igual a peixe: depois de três dias começa a feder!". E é verdade. Dois ou três dias são mais do que suficientes para matar as saudades e colocar os assuntos em dia.

Se for o caso de você estar recebendo alguém, e ela não informar quanto tempo pretende ficar, pergunte sutilmente.

Ao chegar, nada de ficar espalhando objetos de uso pessoal pela casa ou pelo banheiro, a não ser que você tenha um banheiro só para você. Ainda assim, procure deixar os seus pertences de forma organizada.

Outra: chegar na casa dos outros e começar a mexer em tudo, nem pensar! Aqui em casa, por exemplo, duas coisas me fazem rosnar: meus CDs e o micro! Meu escritório é meu território sagrado. No máximo, eu deixo a visita checar seus e-mails pessoais e só!

Diga a seu hóspede sobre seus horários, o funcionamento da casa, a que horas fecha a portaria, enfim, o funcionamento da casa. É importante que a pessoa se sinta à vontade. Cabe a ela a promoção de seus próprios limites.

Um abração!

Um comentário:

  1. Consistant with "reverse positioning" understand the REAL Second Coming would equate with The Matrix's Anti-Christ, the fake battle of good and evil which will come at the end.
    I have spoken on this issue in years past. Understanding how they use the political encviornment to redefine people's value system, realize anyone who speaks of the old world and its ways will envoke hatred. So when/if the Anti-Christ comes along speaking of reverting back to what liberalism would consider repressed and immoral may be the only hope to salvage the god's favor and keep moving forward rather than begin the 1000 year clock. The fake Second Coming will feed into this political enviornment.
    cheap flights to Christchurch
    Flights to Christchurch
    Christchurch Flights

    ResponderExcluir