18 de out de 2010

Estranho fascínio

O Museu Histórico Alemão, em Berlim, abriu nesta sexta-feira, 15, a primeira exposição sobre o líder nazista Adolf Hitler desde a sua morte, em 1945.

"A exibição de suásticas e de imagens de Hitler é proibida por lei, a não ser em um contexto científico. E esta não é uma exposição de propaganda", afirmou o diretor da instituição, Hans Ottomayer.

Mas a mostra divide opiniões. Hans Coppi, morador da capital alemã cujos pais morreram no Holocausto, afirmou à BBC que a exposição lhe traz sentimentos ruins.

Mesmo 65 anos depois de sua morte e tema de uma grande exposição, tratar do assunto Hitler na Alemanha ainda é traumático.

Nenhum comentário:

Postar um comentário