27 de ago de 2010

Insubstituível?

Essa história de que somos únicos e insubstituíveis é balela. Sejamos realistas!

Me lembro que numa empresa em que trabalhei, certa feita, um colega colou na parede da nossa sala um texto a respeito dos "insubstituíveis". E quando o nosso patrão chegou, leu o texto e na sua saída, ele virou-se e disse: "Todos são substituíveis!" - Ou seja, se houve uma tentativa do meu colega de trabalho tornar o nosso então patrão um refém dos seus serviços, o feitiço virou contra o feiticeiro! Meu colega aprendeu a lição, e de carona, eu também.

Nós temos que procurar fazer o melhor dentro das nossas atividades, temos que tentar nos superar dia-a-dia. Agora, isso não significa que não possa haver uma outra criatura no planeta que se doe mais e/ou tenha maior capacidade que a gente. Isso é um fato, uma realidade, por isso temos que viver em constante aprendizado, nunca de ter medo de recomeçar do zero, se preciso for.

Quando nos acomodamos ou nos deixamos levar pela ideia de que não precisamos mais de aprendizado nos tornarmos soberbos, mas nunca mais inteligentes ou insubstituíveis.

Deus sempre nos recompensa por nossos esforços, pelas nosssa dedicação!

Quem estaciona na vida, tende a não progredir.

Até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário