12 de jan de 2010

A História do Biquini

Já que estamos no verão, período de férias, sensação térmica de 50º C na capital do Rio, nada mais sugestivo do que falar em biquinis. Você sabe como surgiu? Qual a sua origem? Confira!

O biquíni foi criado pelo estilista francês Louis Réarde, que o batizou com o nome do pequeno atol de Bikini, no Pacífico, onde os americanos haviam realizado uma série de testes nucleares. A editora de moda Diana Vreeland disse uma vez que o biquíni "é a invenção mais importante do século XX, depois da bomba atômica".

O lançamento foi em 26 de junho de 1946, em Cannes, e causou o efeito de uma verdadeira bomba na mídia internacional. A aparição do biquíni foi considerada um escândalo e as mulheres da época se recusavam a usar. Na Europa, a Igreja Católica chegou a banir o uso das duas peças em países como Itália, Espanha e Portugal. Até mesmo os franceses - sempre vanguardistas - pareciam hesitantes em usá-los.

Mas essa resistência durou pouco. O cinema logo aderiu à novidade e, em 1956, a atriz Brigitte Bardot demonstrou todo o potencial e poder do biquíni no filme "E Deus criou a mulher", exibindo um modelo xadrez de babadinhos. Foi aí que o verdadeiro "boom" aconteceu.

De repente, o que era proibido se tornou no item mais pedido nas lojas de artigos especializados em esportes aquáticos, desde St.Tropez até a Riviera italiana. Em nenhum lugar podia faltar o hit mais precioso da temporada.

Em 1963, a Bond Girl Ursula Andrews se rendeu aos encantos do "duas peças" ao emergir do mar com seu biquíni e nele acoplado um moderno cinto e, como acessório, uma faca de caça, no filme "007 Contra o Satânico Dr. No". Foi o que estabeleceu, de uma vez por todas, o biquíni nas praias européias.

No Brasil, o biquíni começou a ser usado no final dos anos 50. Primeiro, pelas vedetes e, mais tarde, pela maioria decidida a aderir à sensualidade do mais brasileiro dos trajes. Nos anos 60, Helô Pinheiro, a eterna "garota de Ipanema", desfila no calçadão em biquínis com calcinhas comportadas e sutiãs estruturados.

A partir daí, o biquíni se tornaria parte da história das praias cariocas, verdadeiras passarelas de lançamentos da moda praia para o mundo. Uma das aparições mais famosas nas areias daqui foi da atriz Leila Diniz, que ostentou sua gravidez de oito meses na praia de Ipanema, usando um biquíni. A imagem se tornou símbolo da liberação feminina nos anos 70.

Nenhum comentário:

Postar um comentário