30 de dez de 2009

Faça bonito no Réveillon!

Você recebeu um convite para passar o Réveillon em casa de amigos? Confira algumas dicas para não fazer feio e começar bem o ano de 2010.

Se vc aceitou um convite para jantar, se tiver que desmarcar, que o faça com antecedência. No dia ou véspera, só por razões muito fortes.

Atraso tem limite. No Rio, é muito comum essa prática, mas é deselegante. Procure chegar aos compromissos no horário. Se tiver que se atrasar, que não seja num período maior que 30min.

A casa em que vc foi jantar não tem empregados. Nem ofereça: vá logo tirando os pratos da mesa, limpando os cinzeiros... e por aí vai, ou seja, procure ajudar.

Só se sente à mesa depois da dona da casa. Só se levante depois dela.

À mesa, cuidado com os cotovelos. Apoiá-los só quando não estiver comendo.

Segurar o copo de vinho ou champagne, somente pela haste para não interferir na temperatura da bebida.

Talheres? Comece usando de fora para dentro. Errou? Tudo bem. Haja naturalmente e tudo certo!

Não é preciso nem dizer, mas mesmo assim digo, ou melhor, registro: Nada de encher a boca, comer de boca aberta ou falar de boca cheia.

Terminou de jantar, garfo e faca no prato, paralelos. Cruzar, jamais. É super-brega. Brega também é empurrar o prato. Acabou, apenas coloque os talheres paralelos e só!

Palito de dente à mesa, nem com mão à frente do rosto, nem sem, pelo amor de Deus. Palito de dente só se usa no banheiro a portas fechadas.

O bate-papo

Não conte histórias muito longas. Ouça também.

Contar sobre as últimas gracinhas dos filhos só em reunião escolar. Na virada do ano, ou mesmo em qualquer outra reunião social, ninguém tem o menor interesse sobre as gracinhas dos pimpolhos alheios. Da mesma forma, nada de falar em trabalho. Para tudo há uma ocasião.

Não seja radical em suas opiniões. Nessa ocasião papo-cabeça e grandes reflexões não têm nada a ver. Seja flexível.

Se você não domina o assunto que está sendo discutido, simplesmente ouça,pois como diria aquele velho ditado, "calado, qualquer um passa por erudito!". Quando não entender alguma palavra, pergunte, isso não é vergonha alguma.

Eu costumo dizer que o ideal é a pessoa usar a voz no volume 3, no máximo 4. Se alguém fala gritando comigo, eu simplesmente fico atordoada e não consigo prestar atenção em nada. Portanto, converse de forma que todos te ouçam e não protejam os ouvidos.

Encontrou alguém com a mesma roupa que você? Tudo bem, faça uma piadinha e quebre o clima.

Reencontrou um velho amigo? Nada de ficar pedindo o histórico dos últimos anos. Deixe os assuntos fluirem naturalmente.

No mais, divirta-se e curta a virada do ano!

Nenhum comentário:

Postar um comentário