3 de nov de 2017

Vamos mentir menos?

Esse negócio de ser uma coisa na internet e ser outra, completamente diferente, na vida real pode acabar levando qualquer um à loucura, né não? Às vezes, vejo cada post mentiroso de pessoas que eu conheço, no facebook, que eu acabo ficando com vergonha pelas criaturas.

O hábito de mentir compulsivamente tem nome. Trata-se da mitomania, que é um distúrbio de personalidade que faz com que a pessoa minta demais e, pior, acredita nas suas mentiras, constrói a sua própria realidade e, ainda que seja desmascarada, continua sustentando a sua mentira sem o menor constrangimento.

 Uma das grandes diferenças do mentiroso esporádico ou "tradicional" para o mitômano, é que no primeiro caso, o indivíduo não tem resistência em admitir a verdade, enquanto o portador da compulsão por mentir, não irá desfazer o engano, porque ele crê na ilusão criada em sua cabeça.

A mitomania, que é uma característica da baixa autoestima, tem tratamento e tem cura, que pode ser alcançada se o mitômano topar fazer o tratamento direitinho junto ao psiquiatra.

Não sei se você já conheceu um mitômano, eu já! E é uma loucura, porque  a criatura conta mentiras  tão fantásticas, que a gente custa a crer que a pessoa tenha tido tanta cara-de-pau de contar coisas tão fantasiosas.

Enfim, há mentirinhas que não fazem mal a ninguém, algumas são consideradas até sociais, tais como alguém mentir ao telefone que fulano não está, enquanto fulano está sim, mas por estar com uma tremenda dor de barriga fica impedido de atender a ligação. Pô,  falar que uma pessoa não pode atender ao telefone, porque está nessa situação é muito chato, né não? Melhor usar a mentirinha social mesmo!

Mas quanto ao pessoal do facebook, que mente pra caramba, embora não chegue a ser mitômano, menos, né gente? É muito feio!

'Vamo que vamo!'



Um abração!

Nenhum comentário:

Postar um comentário