7 de abr de 2017

SUS passa a oferecer mais 14 tratamentos alternativos

O Ministério da Saúde incluiu, no último dia 28 de março, 14 novos tratamentos que utilizam recursos terapêuticos baseados em conhecimentos tradicionais à Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PICs) do Sistema Único de Saúde (SUS). Os procedimentos são voltados à cura e prevenção de doenças, como depressão e hipertensão.


Com a medida, o SUS passa a ofertar 19 dessas práticas: homeopatia, Medicina Tradicional Chinesa/acupuntura, medicina antroposófica, plantas medicinais e fitoterapia e termalismo social/crenoterapia, arteterapia, ayurveda, biodança, dança circular, meditação, musicoterapia, naturopatia, osteopatia, quiropraxia, reflexoterapia, reiki, shantala, terapia comunitária integrativa e yoga.

A inclusão complementa a portaria nº 145/2017, publicada em janeiro deste ano.

A Portaria nº 145/2017 também renomeou procedimentos que já estavam no rol das PICs para facilitar a identificação, pelos gestores, dos procedimentos nos sistemas de informação do SUS.

Ponto para o governo! Há quantos milênios a medicina chinesa, por exemplo, vem trazendo benefícios a quem recorre a ela, não é mesmo? Tudo o que vem pro bem, amém!

Nenhum comentário:

Postar um comentário