7 de abr de 2016

Óleo de Canola? Nem pensar!

Há alguns anos surgiu no mercado um tal de óleo de Canola, como alternativa 'saudável' aos outros óleos de cozinha, como o de soja e girassol. E como proposta de óleo saudável, claro que o Canola chegou às prateleiras com um preço muito superior aos demais, mas foi bem aceito a princípio.

Com o passar do tempo, porém, começou-se o questionamento: De onde vem a canola, afinal? Claro que a resposta não tardou a chegar. Os interessados em manter, e fortalecer, o produto no mercado prontamente divulgaram que a canola era o resultado de um melhoramento genético a partir de uma verdura chamada colza, originária do Canadá. Até aí tudo bem, se a história fosse só essa!

O óleo de Canola é realmente do Canadá e também é resultado de um melhoramento genético, mas de saudável, ele não tem nada! É um veneno que muitos têm em suas cozinhas e não sabem!

Canola é, na realidade, uma palavra inventada: CAN.O.L.A. = CANadian Oil Low Acid.

Óleo de canola tem sido utilizado para fins industriais (velas, batons, sabonetes, tintas, lubrificantes e biocombustível). Ou seja, trata-se de um óleo industrial e não um alimento!

O óleo de colza é a fonte por trás do gás mostarda, que pode nos causar enfisema, dificuldade respiratória, anemia, constipação, irritabilidade e cegueira. 

A alegação sobre a canola ser segura para consumo é que através da modificação genética ela deixa de ser colza, e passar a ser canola. Mas a canola é apenas a colza geneticamente modificada. E o óleo de canola passou a ser comercializado como um óleo maravilhoso, com baixos níveis de gorduras saturadas e com um ótimo aporte de ômega 3, quando na verdade, não é.

Mas nem tudo que está na internet, necessariamente, corresponde aos fatos. Eu resolvi aprofundar a minha pesquisa e depois de alguns textos, eu cheguei até a uma palestra do Dr. Lair Ribeiro. Aí sim me convenci, porque ele tem credencial, como médico e estudioso que é, para falar sobre o tema. E ele confirma: Oléo de canola é um veneno!


Graças a Deus, aqui em casa, eu e o Zé nunca consumimos o óleo de canola e nem pretendemos! Eu, hein!

Fica a dica pra você!

Um abração!

Nenhum comentário:

Postar um comentário