26 de jan de 2016

Autoajuda, sim, sem preconceito

Muita gente por aí, principalmente os intelectuais e alguns psicólogos, costumam ter um certo preconceito quando o tema é autoajuda, porque eles acreditam que esse tipo de leitura  é um produto da indústria editorial, com argumentos ruins, frases clichês, que visam levantar o astral do leitor momentaneamente, mas não produzem efeito a longo prazo, ou seja, funcionam como uma espécie de placebo.

Bom, é fato que ficar reproduzindo frases de Caio Fernando Abreu, Clarice Lispector. Augusto Cury, no facebook, não vai transformar a vida de ninguém mesmo. Tanto que muitas frases que a gente reproduz por aí (e quem nunca!), no minuto seguinte, a gente nem se lembra mais do que se trata, não é verdade? Até aí...

A autoajuda mesmo pode sim transformar a vida de uma pessoa pra sempre. Quantos casos a gente já não tomou conhecimento de pessoas que saíram do nada para o topo? Esses casos costumam ser o de maior destaque, mas há aquelas situações também em que a pessoa buscou a autoajuda para não repetir algo ruim na sua vida ou mesmo para superar uma dor! E aí o que dirão os preconceituosos quanto ao tema?

Uma coisa é fato: Ninguém te conhece melhor do que você mesmo (a)! Um profissional, por mais técnica que tenha, não vai conseguir te conduzir ao caminho que você deseja, se não for verdadeiramente da sua vontade. Eu conheço gente que faz análise há mais de 20 anos e tem um psicológico totalmente frágil! Será que se essa pessoa estivesse aprendendo a pensar por si só, ou seja, se autoajudando, ela iria precisar de um analista por tanto tempo?

Ah, Monique, você é contra a pessoa fazer análise? De maneira nenhuma! Defendo, inclusive, porque eu creio que se um profissional pode ajudar, por que não procurá-lo? O que eu não concordo, francamente, é a pessoa se tornar dependente de um desses profissionais e não procurar por si só, algum tipo de leitura, até mesmo uma orientação religiosa, que lhe traga uma certa paz interior! Entendido?

Enfim, tudo que nos move para o bem, vale a pena! Tudo o que nos faz dar um passo adiante, vale a pena! O que não vale a pena é ter preconceito de ir em busca ao autoconhecimento!

Um abração!

Nenhum comentário:

Postar um comentário