2 de jan de 2016

2016 com o pé no chão!

Tudo depende do ponto de vista de como encaramos as coisas. Se uma pessoa  olha para um caminho e acredita que vai ser difícil atravessá-lo, pode contar que vai mesmo.  Mas de repente,  outra pessoa olha para esse mesmo caminho e diz ‘vamos embora’! E não é que  ela tira de letra a travessia!  O caminho é o mesmo. O que torna a travessia mais suave ou não é a perspectiva de cada um!

Tem gente que faz da vida um teatro. É tanto drama, é tanta encenação,  que é claro que a travessia dessa pessoa vai ser muito mais difícil. Ou seja, viver na ilusão é muito mais complicado, do que viver na realidade. A princípio, pode até não parecer, mas é!

Uma pessoa que bebe ou se droga está em busca de fugir da realidade, porque a realidade que ela vive não casa com o seu mundo de ilusão. Ora, mas o mundo ideal não existe!  Pois é! Quando um adicto passa a entender que aquele mundo de ilusão não existe, o que ele faz? Busca tratamento, ou nem isso, e larga o  vício.

A mulher que passa a vida inteira imaginando o par ideal, ou se envolve com  vários estrupícios, ou morre sozinha, porque o homem ideal não existe.  Pior ainda é quando a mulher acredita piamente que pode mudar o seu par. Quer dizer, nível de ilusão estratosférico! E eu espero que esse não seja o seu caso também, ou você acredita que um relacionamento é capaz de mudar alguém? Bom, espero que não! Quanto menos gente iludida nesse planeta, melhor!

Homem ideal não existe.  Mulher ideal não existe. Existem pessoas reais  com virtudes e defeitos.

Por mais que a gente queira acreditar que a vida possa ser do nosso jeito, mais ela nos mostra que não é! E às vezes, a gente tem que levar muito na cabeça para percebermos que há outros pontos de vista e que nós não somos donos da verdade absoluta. O Grande barato é acordar o quanto antes para a realidade!

Um 2016 com o pé direito e bem no chão a todos nós!

Um abração!

Nenhum comentário:

Postar um comentário