9 de fev de 2015

Fique na sua e seja feliz!

Às vezes, a gente vê uma pessoa fazendo besteira, que pode ser no relacionamento ou mesmo algo com o trabalho, e qual é o impulso? Ajudar! Isso acontece, principalmente com nós, mulheres. Homens com esse ímpeto existem, claro, mas são em menor quantidade que o público feminino. Mas o fato é que nós, seres humanos, não podemos ver uma pessoa com problema na nossa frente, que  já começamos a querer resolver os problemas dela, dar jeito em tudo, como se fôssemos representantes oficiais de Deus na Terra para resolver problemas alheios.  E como eu já comentei por aqui, a gente não poder ter a audácia de querer tentar resolver os problemas dos outros, se  nem os nossos conseguimos resolver, não é verdade?

Bom, você pode até estar achando esse texto egoísta, porque você adora ajudar, não consegue  se conter e blá blá blá. E aí eu te pergunto: Como você está física e psicologicamente, está bem? E aquelas dores nas costas, a quantas andam? 

Tudo na vida tem causa e consequência! E assim como nós temos que passar por certas situações na vida para tirarmos uma lição e aprendermos com os nossos erros, as outras pessoas também necessitam passar por certas situações para evoluírem. E quando a gente interrompe esse ciclo, no desejo de ‘ajudar’, quem toma na cabeça somos nós.

Uma coisa é você dar uma palavra amiga a quem você gosta. Se a pessoa escutar, bem,  se não escutar, amém!

Às vezes, você está fazendo tudo direitinho na sua vida e de repente ‘entra areia’ e acaba com os seus planos. Quem nunca passou por uma situação assim? Pois é! Mas se 'entrou areia' em algum dos seus planos, ou em todos, é porque você deixou a porta aberta para essa areia entrar, ou seja, você absorveu energia alheia, você trouxe pra si um problema que não era seu, junto com uma energia que não era sua. Deu no que deu!

Eu demorei muito para aprender essa lição. Hoje, ainda, eu balanço, mas procuro me conter, justamente por ter chegado ao entendimento que tomar à frente dos problemas dos outros não ajuda, atrapalha, tanto a mim, quanto aos outros. 

Entenda uma coisa: O seu crescimento espiritual não depende do 'pacote de bondades' que você saia distribuindo por aí, mas do 'pacote de bondades' que habita dentro de você!

Fique bem, fique na sua e seja feliz!

Um abração!

Nenhum comentário:

Postar um comentário