2 de jul de 2014

Visitantes invisíveis e desagradáveis

Você pode manter a sua casa em ordem e mais limpa possível, ainda assim, bilhões (isso mesmo, bilhões) de bactérias e outros micro-organismos continuam espalhados pelos quatro cantos da casa, principalmente na cozinha e no banheiro, oferecendo riscos à saúde, que vão desde crises alérgicas até intoxicações alimentares.

Ok, mas além de rodo e vassoura, o que fazer para eliminar esses visitantes invisíveis e indesejáveis de casa? Vamos a algumas dicas do biomédico Roberto Figueiredo, mais conhecido como Dr. Bactéria!

O colchão

Uma boa noite de sono é tudo. Mas para ser boa mesmo, indispensável investir num bom colchão. E de acordo com o Dr. Bactéria, o ideal é que o mesmo seja trocado a cada 7 anos. E para mantê-lo livre da proliferação dos ácaros, no dia a dia, o biomédico aconselha a não arrumar a cama, logo após acordar, mas sim esperar por, pelo menos 1 hora, para que toda a umidade do colchão seque, como o suor, por exemplo.

Toalhas

Não preciso nem dizer que toalha, cada um se seca com a sua, né? E após o banho, deixá-la estendida dentro do banheiro úmido, e ainda mais ela própria úmida, auxilia, e muito, na proliferação de fungos e bactérias, que podem causar micose e outras doenças de pele. Após se secar, estende-a ao sol, em lugar que tenha corrente de ar.



Sabonete, esponjas e buchas

Os sabonetes em barra transportam bactérias de uma pessoa para outra. Logo, o ideal é que cada pessoa da casa tenha o seu próprio sabonete, assim como a própria bucha ou esponja de banho. Optar por sabonete em gel pode ser uma alternativa econômica para casa.

Vaso sanitário 

A tampa do vaso sanitário deve estar sempre fechada, inclusive, quando damos descarga, porque dar descarga com a tampa aberta é pulverizar o ambiente com micro-organismos que ficam no ar por, pelo menos, 2 horas, e pior, caindo e contaminando escovas de dentes, sabonetes, maquiagem...

Na cozinha, aqueles famosos panos de pia devem ser trocados todos os dias. Segundo o Dr. Bactéria, um pano molhado sobre a pia pode contar 1 milhão de bactérias a mais do que a tampa de um vaso sanitário de um banheiro público (eca!).

Tábua (de frios, de carne...)

As de madeira devem ser aposentadas. Afinal, como conseguir higienizar de forma eficiente uma tábua de madeira? Não há (e nessa, eu incluo as pás também). As melhores são as de plástico. E o ideal é que haja uma tábua para cada finalidade. E após o uso, lavar com água e sabão, muito bem lavadinha (podendo deixar uns 5 minutinhos de molho, ideal).

Enfim, dicas simples e viáveis para serem implementadas no dia a dia e garantir uma vida saudável a todos de casa!

Nenhum comentário:

Postar um comentário